SOLTOU O VERBO

Sabrina Sato revela sensação de impotência ao falar de Klara Castanho: ‘Vontade de Gritar’

Bruno Pinto

O nome de Klara Castanho continua sendo um dos assuntos mais comentados na mídia. Após ter sua intimidade invadida e exposta pelo jornalista Leo Dias e pela influenciadora digital Antônia Fontenelle, a atriz foi “obrigada” a falar sobre o estupro que sofreu quando era mais nova e acabou deixando muita gente revoltada. Dentre as pessoas que ficaram indignadas com a exposição sofrida pela jovem atriz está Sabrina Sato, que fez um desabafo ao comentar o caso.

Durante o programa “Papo de Segunda”, transmitido na noite desta segunda-feira (27), a apresentadora abriu o coração e revelou o que sentiu ao ler a carta aberta divulgada por Klara Castanha em suas redes sociais. Logo no início da atração comandada por Fábio Porchat, a mãe de Zoe Sato foi indagada sobre o assunto e não pensou duas vezes antes de demonstrar toda a sua ira. Sabrina disse que, ao se deparar com as palavras da atriz sentiu uma grande vontade de gritar.

Sem papas na língua, a esposa do ator Duda Nagle disse que sofreu por simplesmente não poder fazer nada naquele momento para ao menos amenizar a dor de Klara. A apresentadora se mostrou revoltada com o fato da atriz ter sido vítima de tantas pessoas: “Foi uma sensação de impotência mesmo. No relato dela, ela conta que foi violentada pelo estuprador, depois pela imprensa, pela enfermeira e pelo médico. Até quando nós vamos continuar assim?”.

Sabrina revelou que chegou a digitar algumas palavras de conforto para Klara, mas acabou desistindo enviá-las. A eterna Japa disse ainda alfinetou os responsáveis por vazar a história íntima: “Tudo o que diz respeito ao nosso corpo vai para a opinião pública. Eu até escrevi, mas acabei não postando para ela. Que ninguém mais se sinta confortável para expor a privacidade dos outros nem julgar e o sofrimento que não viveram. É preciso respeitar a intimidade”.

Por fim, Sato disse ter comentado o assunto com parte de suas amigas e, para a sua surpresa, acabou descobrindo que algumas delas passaram por momentos tão difíceis quanto Klara Castanho: “Estamos caladas há muito tempo. A gente tem que se unir. Por que dos homens não falam nada? A mulher dar o filho para a adoção todo mundo quer está lá, mas com o homem nada”, concluiu uma das apresentadoras do programa “Saia Justa”.