Massacrado

Datena é detonado após defender mulher da casa abandonada

Vitor Caique

O programa “Brasil Urgente“, ao ar na tarde desta quarta-feira (20), exibiu a operação policial no casarão de Higienópolis, bairro tradicional de São Paulo. A cobertura jornalística no local que ficou conhecido como o espaço da “mulher da casa abandonada”, mostrou a residência de Margarida Bonetti, acusada pela Justiça dos Estados Unidos de ter mantido uma mulher em situação de escravidão entre 1979 e 1998.

Durante a operação da polícia de São Paulo, a moradora do local foi tratada como vítima por Datena, que não se poupou em defender a idosa, a definindo como uma senhorinha frágil e desconexa. As opiniões do comunicador foram dadas ao público e telespectadores após a polícia invadir a casa nesta tarde, arrombando uma das janela, pois a Margarina não queria deixar ninguém entrar.

Agressiva, a idosa chegou a empurrar a delegada que conduzia a operação e durante a cobertura do programa Brasil Urgente, Datena defendeu Margarida, dizendo que ela deve ter alguma questão de saúde mental para viver no ambiente sozinha e deteriorado. “Ela pode estar em condições de vítima. Não sei se está em posse de suas faculdades mentais. Não deve estar, pra viver assim”, comentou o jornalista.

“O estado de saúde dela não é legal, pra ela estar aí nessas condições. Aparentemente é uma pessoa conturbada, vivendo num lugar insalubre, e seria resgatada como vítima. Esse é o caso… É necessária uma avaliação pra saber se ela ela tem condição de ficar aí sozinha! Uma pessoa normal não viveria nessas condições. Resgatar essa senhora seria um trabalho humanitário. É uma senhorinha frágil, desconexa. Ela tem discernimento, consegue falar, vai ter que ser avaliada psicologicamente. Ninguém habita uma casa dessa em sã consciência!!!”, afirmou Datena.

Datena é criticado por internautas

Depois dos relatos do apresentador, diversos seguidores da web opinaram sobre o assunto, massacrando sua postura. “A forma amenizadora como o Datena se refere a esta escravocrata perversa… É reveladora que os bandidos que ele quer presos ou mortos não são brancos nem privilegiados”, comentou um internauta. “O Datena tratando a Margarida com todos os vocativos mais educados possíveis, mas se fosse preto e favelado… bandido bom é bandido o quê???”, opinou Samir.

“Como pode um lixão como o Datena ainda ter um programa só dele e continuar falando merda na tv aberta? O cara ta pintando a margarida bonetti (vulgo escravocrata) de vitima kkkkkkkkkkkk que pataquada do inferno”, afirmou uma seguidora. “Só eu to com a impressão que no Datena ta uma passação de pano pro casal que escravizou uma mulher por 20 anos?”, disse Katia Oliveira.