Detonado

Bolsonaro é criticado após ‘empurrar’ vice de SC e governadora rebate

Vitor Caique

Viralizou nos últimos dias um vídeo do presidente Jair Bolsonaro (PL), empurrando a vice-governadora de Santa Catarina, em sua passagem pelo estado na região sul do Brasil. Em um vídeo divulgado nas redes sociais, Daniela Cristina Reinehr, que também é do seu partido, teria sido empurrada, e o episódio foi filmado durante um ato aberto realizado em Balneário Camboriú, no sábado (25), que contou com a participação do empresário Luciano Hang.

Ao se aproximar de apoiadores, de mãos dadas com Hang, Bolsonaro se vira para Reinehr, que estava ao seu lado, e dá a ordem para ela se afastar.“Vai prá trás, meu Deus do Céu”, pede o presidente, que deixou a vice-governadora constrangida, que nitidamente mudou de expressão após as ordens. Em discursou no evento, e sem citar o escândalo do Ministério da Educação, que investiga suspeita de tráfico de influência e corrupção na pasta, e que levou a um pedido de investigação contra o presidente, Jair defendeu o armamento da população, afirmando que o país tem um Exército que se aproxima dos 200 milhões.

Nas redes sociais, o vídeo foi bastante comentado, com diversos seguidores debochando e se indignando com o vídeo de Bolsonaro “empurrando” a aliada. “Nojento demais… Mas quem mandou ficar perto? Ele odeia mulheres e tá perdendo o emprego, tá mais nervosinho e grosso do que nunca”, opinou uma seguidora, falando sobre a postura do presidente. “E depois o Bozonaro fica achando que colocar a Michele para gravar algo vai resolver a situação com o público feminino. Não há milagre com um machista ignorante como esse”, afirmou outro internauta.

Vice-governadora se manifesta após polêmica com Bolsonaro

A vice-governadora de Santa Catarina, Daniela Reinehr (PL) se diz vítima de “fake news” após a divulgação de vídeos e imagens, pelas redes sociais, em que supostamente o presidente Jair Bolsonaro (PL) teria te empurrado, rejeitando sua presença. Em entrevista para a revista Veja, Daniela atribuiu as versões incorretas que foram divulgadas a ataque machistas e com o intuito de enfraquecer o presidente com o público feminino.

“Todos sabem a proximidade que tenho com o presidente da República. Foi tudo muito natural, a fala foi dirigida ao Jorge Seif (ex-secretário da Pesca) e com muita naturalidade. Ninguém ficou ficou melindrado. Eu era a única mulher que estava ali, o presidente nunca foi hostil comigo e lamento profundamente o efeito cascata gerado nas redes sociais”, declarou a catarinense, que se mostrou indignada com as acusações na polêmica que aconteceu no último sábado (25).