ABRIU O CORAÇÃO

No ‘Encontro’, mulher vítima de assédio em hotel faz desabafo: ‘Fiquei apavorada’

Bruno Pinto

Recentemente, diversos internautas foram surpreendidos com um vídeo em que uma mulher é assediada por um homem em um hotel localizado no interior de São Paulo. As imagens foram registradas e publicadas pela própria vítima e o caso vem ganhando grande repercussão nas redes sociais. Em meio a revolta de muitas pessoas diante do ocorrido, Samen participou do programa “Encontro” desta quinta-feira (21), e revelou detalhes dos momentos de tensão e angústia vividos naquele dia.

Ao ser questionada por Patrícia Poeta, a moça revelou que, ao contrário do que muitas pessoas imaginam, o vídeo que circula na internet é apenas um dos momentos de importunação: “Na verdade, esse vídeo divulgado foi apenas o último momento de tudo o que ocorreu, pois eu fui abordada cinco vezes por aquele sujeito. Antes disso, ele já havia pedido um funcionário do hotel que eu estava hospedada para vir falar comigo. Ao todo, esse colaborador me abordou quatro vezes dizendo que o tal hóspede queria ficar comigo, mas o rejeitei dizendo que sou casada”.

Incomodada com o que estava acontecendo, Samen resolveu registrar tudo, além de deixar seu companheiro ciente: “Tudo isso ocorreu praticamente na mesma hora. Teve um outro momento no restaurante, em que ele se ofereceu a pagar comidas e bebidas para mim e ainda comentou que não acreditou quando disse que sou casada. Não satisfeito, ele ficou me chamando, dizendo ‘oi’ e ‘psiu’. Na sequência, eu peguei um livro e fui para a área da piscina. Neste momento, eu já estava com meu celular relatando para o meu namorado tudo o que estava acontecendo, pois aquilo estava fugindo da realidade”.

A vítima revelou que conseguiu se manter forte até certo ponto, pois assim que tudo terminou ela desabou: “Eu me senti extremamente invadida e imediatamente dei uma resposta pra ele, mas depois eu não aguentei e comecei a chorar, pois você nunca vai imaginar passar por uma situação tão absurda… Eu fiquei apavorada, muito chocada com toda aquela situação, porém, o que mais me incomodou, foi o fato daquele homem se sentir no direito e tão a vontade de falar aquilo comigo.

Por fim, Samen reforçou a importância de denunciar cada caso ocorrido, para que todos sejam punidos por suas atitudes criminosas: “A gente não pode deixar de falar aqui sobre a questão da mulher ser objetificada, principalmente a mulher negra, que esse tipo de pessoa vê na mulher negra como um verdadeiro objeto. Mas eu estou aqui para mostrar que não, que a gente vai lutar, que a gente vai denunciar e tomar todas as medidas cabíveis para que todos os responsáveis sejam devidamente punidos”.