PRESO

Médico acusado de estupro vira celebridade e ganha milhares de seguidores nas redes sociais

Bruno Pinto

O caso do médico Giovanni Quintella, preso em flagrante acusado de estuprar uma paciente durante uma cesariana, continua causando grande repercussão na mídia e gerando indignação em muita gente. Entretanto, não é todo mundo que está contra o rapaz. Isso porque, em meio aos desdobramentos das investigações, o anestesista de 32 anos acabou despertando interesse em diversas pessoas, que não pensaram duas vezes antes de segui-lo redes sociais.

Na manhã desta terça-feira (12), o perfil oficial do médico no Instagram ultrapassou a marca expressiva de 10 mil seguidores. Vale destacar que, no momento da publicação desta matéria, já não era mais possível ver a foto de perfil do médico, assim como as publicações feitas por ele antes de sua prisão. A postura das pessoas que passaram a seguir Giovanni acabou deixando muita gente surpresa, tendo em vista o crime bárbaro pelo qual o médico foi preso.

O crescimento no número de seguidores do anestesista foi notado por alguns internautas, que se mostraram revoltados com o dado. Identificada como Karina Fregonezi, a moça se mostrou preocupada com as preferências de algumas pessoas ao comentar a inversão de valores de uma sociedade descrita como doente: “Um termômetro da sociedade escancarada! Os valores dos “seres humanos” se perdendo a cada dia, as pessoas estão doentes! So Deus pra salvar”.

Uma outra internauta disse não ter sido supreendida com a informação, tendo em vista atitudes que arrancaram suas esperanças na humanidade: “Já não me assusto com mais nada, se tratando de seres humanos. Estão cada dia mais decepcionantes”, desabafou no Instagram. Teve gente indo além ao lembrar do caso do ex-morador de rua Givaldo Alves, que ganhou grande destaque na mídia: “Depois do palco que deram ao mendigo, eu n duvido mais de nada!! Bizarro!”.