Priscilla Alcântara ataca Bruna Karla após homofobia: ‘Podre’

Vitor Caique

A cantora e apresentadora Priscilla Alcântara, resolveu falar sobre as polêmicas envolvendo a artista gospel Bruna Karla, e rebateu as falas de teor homofóbico da compositora. Nos últimos dias, o nome da cantora cristã esteve entre os assuntos mais comentados, após viralizar um vídeo dela falando que condena o casamento homoafetivo.

As declarações foram dadas por Bruna Karla durante participação no “Positivamente Podcast”, programa da ex-A Fazenda Karina Bacchi, ao ar em dezembro do ano passado. Na ocasião, a cantora disse que os homossexuais precisam de “libertação”, pois escolheram “um caminho de morte eterna” que, na visão sua visão, isso os levará para o inferno.

Depois das atrocidades ditas pela artista gospel, Priscilla rebateu as declarações, debochando e dando um show em um discurso contra as palavras de Bruna. “É muito triste, é podre. É errado em muitos níveis. Cara, toda vez que eu for abrir a boca, a minha preocupação não deve ser emitir a minha opiniãoPrimeiro que opinião não foi feita para ser dada, ela foi feita para ter. Você só dá a sua quando te pedem. Quando você vai falar, você tem que fazer o exercício de sempre pensar em como a sua fala vai atingir o próximo. O que eu acredito é que eu tenho que ter cuidado em como as coisas que eu falo vai refletir em sua vida. Jesus fala: ‘Novo testamento vos dou. Ame os próximos assim como eu te amei’”, iniciou.

Priscilla Alcântara fez questão de reforçar os erros absurdos no discurso homofóbico de Bruna Karla. “Eu não vivo minha fé dessa forma: ‘enquanto eu adoro a Deus, eu mato alguém’. Não existe isso, não reflete reflete o Deus que eu acredito. O ponto não é dar sua opinião. O ponto é: em que isso impacta a vida do meu próximo?Eu vou dar vida ou morte para ele? As minhas palavras vão te matar ou trazer vida? Vão te fazer sentir amado ou vai te desumanizar? A minha prioridade é garantir que você vai se sentir amado, digno, livre”, enfatizou.

“Na sociedade em que a gente vive, pessoas da comunidade morrem por ser quem são. Não tem como você adorar a Deus, vou falar de uma forma metafórica, e matar alguém seja com minha palavra ou de algum jeito literal. Isso não existe, não reflete o Deus que eu acredito”, finalizou a ex-apresentadora do “Bom Dia & Cia“.

Confira o vídeo de Priscilla falando sobre o episódio: