Em processo

Claudia Rodrigues vira alvo de piadas após falar sobre sexualidade e namorada responde

Vitor Caique

A atriz Claudia Rodrigues e a empresária Adriane Bonato, que nas últimas semanas assumiram publicamente um relacionamento sério, sempre falam sobre a relação mostram registros juntas, não escondendo o amor que sentem uma pela outro. Em entrevista no o site Notícias da TV, a ex-Globo comentou sua sexualidade, afirmando que não se considera lésbica e nem bissexual, e que se apaixonou somente por Adriane.

“Só com a Adriane, é a primeira e única vez. E só isso. Olha, eu não gosto de mulher, não gosto mesmo”, iniciou Claudia Rodrigues, que em seguida ouviu sua parceira explicar sobre a relação. “É difícil. Ela é mulher e gosta de uma mulher, mas ela me enxerga como um homem. Eu pedi para ela me explicar. Ela disse: Ué, com você eu tenho a segurança que eu teria com um homem, eu tenho carinho, sou bem tratada, sou cuidada, você me dá atenção, você me entende, você conversa”, comentou Adriane Bonato.

“Quando precisei, você até me pegou no colo. Quando precisei, você me deu banho. São coisas que eu nunca tive em relacionamentos anteriores, entendeu? Eu nunca tive um relacionamento com um homem como eu tenho com você”, finalizou Claudia. Nas redes sociais, o comentário sobre a atriz gostar somente da empresária, negando ser lésbica ou bissexual, virou alvo de piada, com muitos internautas debochando das declarações dadas ao portal.

Namorada de Claudia Rodrigues fala sobre repercussão da entrevista

Depois da entrevista de Claudia Rodrigues, sua namorada, a empresária Adriane Bonato explicou a recente declaração da atriz, que comentou que não se considera lésbica ou bissexual. Segundo Bonato, a amada ainda está em um processo de entender a própria sexualidade, afirmando que com o tempo a ex-Globo vai entender sua condição.

“A Claudinha não se rotula porque é um processo, tudo é um processo. Nada diferente do que milhões de pessoas que descobrem o seu grande amor numa pessoa do mesmo sexo. Acho que ela merece viver este processo para se conhecer melhor e no final entender o que está dentro dela. O que não podemos fazer é pressioná-lá, e sim aguardar para ela se entender e descobrir o que realmente a levou a se apaixonar por mim”, disse ela, para a coluna da Fabia Oliveira, no Em Off.