NÃO GOSTOU

Chico Pinheiro se revolta com fake news a seu respeito e dispara: ‘Picareta’

Bruno Pinto

Há cerca de três meses, a Rede Globo surpreendeu muita gente ao anunciar que, após 32 anos, Chico Pinheiro não fazia mais parte de seu quadro de funcionários. A saída do jornalista ainda continua dividindo opiniões entre alguns telespectadores, que permanecem especulando os reais motivos que fizeram os executivos a colocar um ponto final na longa história entre o ex-âncora do “Bom Dia Brasil” e a emissora dos Marinho. Entretanto, Chico afirma que grande parte das notícias que que saíram na mídia até o momento, de forma não oficial, trata-se de fake news.

Durante participação no programa “Bola da Vez”, transmitido pela ESPN Brasil, o jornalista se mostrou revoltado com as mentiras que falam e continuam falando a respeito de sua vida profissional: “Eu fui demitido umas dez vezes durante a pandemia. O que tem de picareta falando da vida alheia é impressionante. Eu fiquei um ano e três meses em casa, por questão de idade, recebendo o meu salário. E, quando voltei, fiquei mais um ano ainda no ar. Mas, durante um tempo, estava todo dia uma notícia a meu respeito sobre isso”.

Na sequência, o ex-companheiro de bancada de Ana Paula Araújo disse que o mercado de notícias falsas rendem muito dinheiro e que isso precisa mudar urgentemente: “Nunca esses caras me ligaram para perguntar se é verdade ou não era a tal informação. Hoje em dia, esses caras estão ganhando muito dinheiro com clique. Eu acho, inclusive, que as grandes empresas precisam rever essa questão, que é bastante grave. Parar de dar dinheiro para essa gente”.

Após mais de cinco décadas dedicadas ao jornalismo diário, Chico Pinheiro não detalhou o que pretende fazer futuramente longe das telinhas, mas garantiu que não tem mais vontade alguma de exercer a função que se dedicou ao longo de tantos anos: “Eu ainda estou aí. Quero fazer uma coisinha aqui, outra ali. Mas nada de jornalismo diário, pelo menos por enquanto. Eu não penso nisso”, concluiu o ex-contratado da Rede Globo.