CHILIQUE

Prefeito detona ataque de estrelismo e vaza exigências de Luan Santana

Adriel Marques

Manoelito Argolo Júnior, prefeito de Entre Rios, cidade na Bahia teve um áudio vazado. O jornalista Léo Dias, colunista do Metrópoles, divulgou um trecho da mensagem de voz com as exigências de Luan Santana e alfinetando o cantor sertanejo. O artista não queria que outro músico se apresentasse antes dele na festa de São João.

“Providenciamos os pratos do tamanho e da marca que ele queria, os talheres tinham que ser Tramontina, a água mineral específica com o nome que ele queria, cinco caixas de chiclete Trident, Gatorade do sabor que ele queria, o energético da marca que ele queria, o tipo do uísque que ele queria, o tipo da vodca que ele queria, tudo foi cumprido rigorosamente”, disparou Manoelito sobre Luan Santana.

Luan Santana também teria obrigado um cantor local a desistir do show, sendo assim, o sertanejo ganharia destaque e brilho sozinho. O prefeito Manoelito garantiu ter cumprido tudo que o famoso solicitou e previamente. O pagamento foi realizado antes do show e nenhum descartável poderia entrar no camarim. Adelmário Coelho foi o músico região, que precisou ter o show trocado com Santana.

De acordo com Léo Dias, Adelmário iria abrir o show por volta de 22h. Luan Santana bateu o pé e fazendo malcriação não aceitou a troca. O egoísmo do cantor fez que com ele não se apresentasse, o motivo seria para não mexer na iluminação ou mesa de som. Mesmo assim o cantor local abriu mão do evento, para dar os holofotes apenas para o sertanejo.